RETINOPATIA DIABÉTICA

O que é isso?

A retinopatia diabética é uma complicação diabética que afeta os olhos. É causada por danos aos vasos sanguíneos do tecido sensível à luz na parte posterior do olho (retina).

No início, a retinopatia diabética pode não causar sintomas ou apenas causar problemas leves de visão. Eventualmente, pode causar cegueira.

A condição pode se desenvolver em qualquer pessoa que tenha diabetes tipo 1 ou tipo 2. Quanto mais tempo você tem diabetes e menos controle de açúcar no sangue, maior a probabilidade de desenvolver esta complicação ocular.

Os sintomas incluem manchas ou fios escuros flutuando na sua visão (moscas volantes), visão turva, visão flutuante, visão de cores prejudicadas, áreas escuras ou vazias na sua visão e perda de visão.

Como é tratado?

O tratamento depende muito do tipo de retinopatia diabética e da sua gravidade, mas o objetivo é retardar ou interromper a progressão da doença.

Para retinopatia diabética não proliferativa leve ou moderada, o tratamento pode não ser necessário imediatamente. No entanto, é importante fazer exames oftalmológicos regulares para determinar quando o tratamento pode ser necessário.

Para retinopatia diabética avançada, pode ser necessário um tratamento cirúrgico, que pode incluir um dos seguintes:

Tratamento com laser focal ou fotocoagulação para interromper ou retardar o vazamento de sangue e fluido no olho.

O tratamento com laser de dispersão, também conhecido como fotocoagulação pan-retiniana, pode reduzir os vasos sanguíneos anormais.

Finalmente, a vitrectomia é um procedimento que usa uma pequena incisão no olho para remover sangue do meio do olho (vítreo), bem como tecido cicatricial que está a puxar a retina.

A cirurgia geralmente retarda ou interrompe a progressão da retinopatia diabética, mas não é uma cura. Como o diabetes é uma doença que dura a vida toda, danos retinianos futuros e perda de visão ainda podem ocorrer.

Marque a sua consulta